SAMPAIO – 200 ANOS: CORAGEM E DETERMINAÇÃO

03 junho 2010

História da Infantaria



      Já que o nosso blog destina-se a exaltar a pesonalidade de Antônio de Sampaio temos aqui uma breve explicação sobre a história da Infantaria, arma da qual o brigadeiro é patrono.


     A infantaria, desde a antiguidade, sempre fora a principal força de combate de um exército, originando-se dos gregos e romanos, que lutavam em grupos compactos, armados de espadas e lanças e protegidos por couraças e elmos metálicos.
   Com o surgimento das armas de fogo ao final da Idade Média, a infantaria passou a ser empregada em linhas. Como as armas da época, os mosquetes e arcabuzes, tinham uma cadência de tiros muito lenta, os atiradores eram completados por outras tropas armadas com armas brancas, longas lanças, chamadas piques. Com o passar do tempo as armas de fogo foram sendo aperfeiçoadas e os piqueiros foram desaparecendo gradualmente, sendo substituídos pelas baionetas.
     A evolução e o aumento da capacidade das armas de fogo fizeram com que a infantaria deixasse de ser empregada em linhas de atiradores. O desenvolvimento da artilharia, no século XIX, quando as armas passaram a ter mais alcance e maior número de disparos por minuto, também contribuiu para que o emprego da infantaria fosse alterado.
     Na Guerra de Secessão, Guerra do Paraguai e na Guerra Franco-Prussiana, os infantes começaram a atuar somente em linhas e a cavar trincheiras para a proteção, por isso a Primeira Guerra Mundial ficou conhecida como a "Guerra das Trincheiras".
    Durante a Segunda Guerra Mundial, os infantes passaram a ser transportados por veículos, originando a infantaria motorizada, ou mecanizada.

CURIOSIDADE:

Uniformes



     No tempo das guerras de Napoleão Bonaparte (1769-1821), os soldados possuíam uniformes coloridos e vistosos, como as roupas dos nobres da época, para se distinguirem do inimigo na confusão do campo de batalha. Com o passar do tempo e a evolução das armar e das técnicas de guerra, os uniformes passaram a ser de cores que os confundissem com o ambiente a sua volta, o que ficou conhecido como uniforme camuflado.





Fontes:
-Enciclopédia Barsa;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário